Japão pensa usar as redes sociais como forma de comunicação em caso de catástrofe

É o poder das redes sociais posto ao serviço de todos e para fins realmente úteis. O Japão, país recorrentemente atacado por catástrofes sísmicas, está a ponderar utilizar as redes sociais como plataforma de contacto entre pessoas para que em caso de sismos ou outro tipo de grandes catástrofes o essencial da comunicação entre pessoas consiga ser transmitido entre pessoas e mais importante do que isso, que seja célere.

A decisão ainda não está tomada e faz apenas parte de um conjunto de hipóteses que os departamentos de segurança daquele país têm em cima da mesa, mas só o facto de estar a ser ponderada já diz bem da importância que estas têm para as sociedades de hoje. Recorde-se por exemplo que da última catástrofe naquele país onde em poucas horas o Google criou uma plataforma para ajudar a encontrar pessoas desaparecidas como pode ver aqui.

Comentários

  1. olha so essa tristeza en quanto elles pessavao quer maravam no paraizo mas na verdader quem moras samos nos e nao sabemos da valorr

  2. olha so essa tristeza en quanto elles pessavao quer maravam no paraizo mas na verdader quem moras samos nos e nao sabemos da valorr