Afinal há boas notícias também no campo do emprego.

Temos vagas

O perfil destas novas situações de emprego podem definir-se como empresas com menos de 50 trabalhadores, menos de 5 anos e start-ups. As start-ups, ou seja, empresas que ainda se encontram no primeiro ano de atividade são já responsáveis por cerca de 60% de todo o novo emprego criado desde 2007, 18% do emprego criado em cada ano. Depois das start-ups, as jovens empresas com menos de 5 anos são responsáveis por 46% de todo o emprego criado em cada ano.

Quem o diz é a informa D&B, na 2ª conferência sobre crescimento empresarial, organizada pela Informa D&B, GrowthManifesto e a Nova School of Business and Economics, em Lisboa. O estudo completo será apresentado no dia 8 de Maio, na Nova School of Business and Economics, ao mesmo tempo que mostrará uma radiografia do emprego ao longo de todo o período analisado, por sector de actividade e pela importância de factores como a dimensão, a idade e o desempenho na criação de emprego.

Afinal, por muito raros que sejam, os novos postos de trabalho são uma realidade.