Americanos espiam americanos

Espionagem Estados unidos

A confirmar-se, trata-se de uma das maiores confiscação de dados privados da história, sem autorização de quem os produziu. O giro é que esta história se passa nos Estados Unidos… a suposta pátria da liberbade.

Conta-se em dois tempos… O correspondente ao ministro da justiça português deixou nas mãos do seu número 2 a decisão de ordenar pelo menos a uma operadora de telecomunicações – a Verizon- o registo de todas as comunicações realizadas pelos clientes, independentemente do ponto de início e do ponto de fim e também independentemente de os visados serem ou não suspeitos de crimes. A prática foi herdada dos tempos do contra-terrorismo de Bush, mas, em qualquer dos mandatos de Obama não foi desautorizada ou mesmo cessada.

A revelação de hoje vem na sequência de altos responsáveis das agências de segurança terem já dito aos jornalistas que a Agência Nacional de Segurança estava a recolher registos telefónicos em larga escala, sobretudo após os atentados do 11 de Setembro. Na altura foram também escrutinados registos relacionados com pesquisas na Internet e emails.