Tensões crescem acerca do rochedo.

Promontório de Gibraltar

Gibraltar volta a ser ponto de discórdia entre o Reino Unido e Espanha. Os espanhóis já se devem ter arrependido 1000 vezes de terem cedido o território à Grã-Bretanha pelo Tratado de Utrecht.

Madrid se terem queixado da construção de uma barreira artificial marítima, por considerarem que esta se destina a bloquear a passagem e a pesca dos barcos espanhóis. Gibraltar argumenta que os blocos de cimento, que já foram lançados ao mar entre o aeroporto do minúsculo território e a fronteira com Espanha, servem propósitos de protecção ambiental.

E o que eles fizeram em Ceuta e em Olivenza? As leis internacionais têm que se aplicar a todos e em todo o tem e não só quando dá jeito.