Vários países espiam cabos submarinos de fibra ótica

Global Business Series

 

A estrutura SEA-ME-WE-3 é das mais importantes a nível mundial e liga a Austrália ao Reino Unido, passando pela Ásia, Médio Oriente e Europa. Sabe-se que há uma parceria entre estes dois países e os EUA e Singapura para monitorizar e recolher os dados das comunicações que passam por este cabo submarino, noticia o Sydney Morning Herald.

O cabo de 39 mil quilómetros é propriedade de um consórcio que inclui várias operadoras da Ásia e Europa, a British Telecom, a SingTel Optus de Singapura e a Telstra.

Sabe-se que, ao abrigo do programa Tempora, o Reino Unido tem vindo a interceptar dados, emails, mensagens instantâneas, chamadas, passwords e muito mais que entra e sai do país através de cabos submarinos. O SEA-ME-WE-3 é um dos cabos mais importantes a que os britânicos e os americanos têm acesso. Esta operação só é possível também devido à parceria entre a operadora de telecomunicações de Singapura, SingTel, as operadoras australianas e as agências de informação de cada um destes países.