Japão ficar sem energia nuclear

japan-earthquakequake-tsunami-map

Depois do acidente de Fukushima, a opinião pública japonesa ficou muito hostil à utilização de energia nuclear o que tem vindo a causar o abandono gradual desta forma de produção de energia. O último episódio desta saga parece ser o encerramento de ambos os reatores que ainda estariam em funcionamento, na localidade de Oi, na perfeitura de Fukui.

O encerramento das duas unidades, durante o corrente mês de Setembro prevê-se que seja apenas temporária e que depois de todos os testes realizados se volte a permitir a operação daquele tipo de energia em solo japonês. Estas tinham sido as duas únicas unidades a voltarem a funcionar, depois de passarem estes testes, no período subsequente ao desastre de Fukushima, ocorrido em Março de 2011.

Desde então, o Japão tem recorrido às alternativas proporcionadas pelos hidrocarbonetos para fechar o vazio causado pelo encerramento de centrais nucleares, que forneciam cerca de um terço da electricidade consumida no país antes do desastre.