Nokia vende telemóveis à Microsoft

Microsoft-surface-rt

Ambas as empresas, com papel de casamento passado desde 2010 reconhecem que perderam o comboio dos smartphones e, no dizer dos respetivos CEO’s, Steve Balmer e Stephen Elop, este é um momento de reinvenção em que todas as empresas se chegam à frente para se prepararem para o próximo grande momento de crescimento e de consumo.

A Microsoft vai pagar 3,79 mil milhões de euros pela unidade de telemóveis e 1,65 mil milhões pelas respectivas patentes, de acordo com um comunicado conjunto. A Nokia vai cingir-se à produção de equipamentos de rede. A transação foi classificada como a maior desde a aquisição da Motorola pela Google em 2012, o que levou a tecnológica finlandesa a valorizar cerca de 45%.

Depois do falhanço do surface, qual será a nova aventura da Microsoft? Vamos ficar à espera.