E o primeiro debate das Primárias do PS foi ontem

António-José-Seguro-e-António-Costa

Além de ser o mês de todos os regressos, este Setembro de 2014 tem também a novidade de ser palco das primeiras eleições diretas nacionais para o cargo de primeiro ministro. O partido que vai colocar este modelo americano em prática é o Partido Socialista que possibilita assim que todos os militantes e simpatizantes tenham uma palavra a dizer sobre quem gostariam de ver como candidato ao palácio de S. Bento. O modelo para a discussão pública dos temas fraturantes que dividem António José Seguro e António Costa inclui três debates televisivos, cujo primeiro foi ontem na TVI.

Ambos os contendentes puderam dar largas aos respetivos argumentários, ficando claro que Seguro não deixa passar o facto que Costa ter rompido o pacto feito em 2013 que lhe garantiria a disputa das próximas legislativas, além de reafirmar ser o único líder partidário que é contestado após ter conseguido duas vitórias. Já Costa afirmou novamente o seu imperativo de consciência para justificar o momento de contestação do líder e registou que o PS não tem sabido capitalizar o descontentamento relativamente às políticas de governo. Ambos foram unânimes em dizer que o candidato do PS ideal para Belém será outro António, mas desta vez o Guterres. Uma coisa é certa… Seguro tem absoluta razão quando afirma que estas lutas fraticidas apenas servem para facilitar o caminho dos partidos do governo.

Seguro tem ainda que melhorar o seu discurso e as suas posições e Costa já começou a desbaratar o sebastianismo que estava até agora a conseguir manter…