Internet das coisas ajuda na governança de Chicago

Internet_of_Things

A internet das coisas é mesmo um mercado que está a florescer. A generalização do IPV6, ainda que com baixas taxas de adesão, permite um aumento exponencial do número de aparelhos que se poderá ligar à internet e, por um conjunto de sensores e outros indicadores métricos facilitarão tarefas quotidianas como a inspeção de estradas e o nível de capacidade dos caixotes do lixo.

A cidade de Chicag0  “arrumou” a casa em termos de tecnologia antes de avançar com o projecto de Smart Citie e o portal Open Data oferece acesso a mais de 600 tipos de dados recolhidos pelo município de várias fontes, com informação sobre os funcionários e os seus salários, licenciamento, buracos nas estradas que estão a ser reparados, inspeções de incêndios, entre outros.

Este será, concerteza um exemplo a ter em conta no processo de evolução do relacionamento das cidades com com todos aqueles para quem trabalham, ou seja, os respetivos habitantes e munícipes.