Portugal melhora rating da dívida pública

City Workers In The Canary Wharf Business, Financial And Shopping District

Depois de o resgate pedido em Abril de 2011 ter acabado de forma bem sucedida, a dívida pública portuguesa deverá regressar hoje aos radares dos grandes investidores, já que uma das principais agências de notação financeira, a Fitch deverá voltar a notá-la como investimento de qualidade. Esta alteração deverá permitir que fundos de pensões, por exemplo voltem a adquirir títulos de dívida pública portuguesa porque o risco de o Estado Português falhar o pagamento da dívida, deixou de ser especulativo.

A este cenário estará a ajudar uma decida acentuada das taxas de juro comerciais (estará eminente um cenário de deflação?) já que, normalmente, não se compra um título de dívida pública com a expectativa de o conservar até ao reembolso final (e receber os juros periódicos) mas com a intenção de o vender a um preço mais elevado a outro investidor, muitas vezes pouco tempo depois da compra. Estes investidores, atraídos pelas rendibilidades comparativamente elevadas que a dívida portuguesa ainda oferece, têm uma maior tendência a “despachar” os títulos no mercado à mínima instabilidade.

Como sempre, seguimos num débil equilibrio…