Gregos ameaçam a estabilidade europeia… Com a Jihad islâmica.

Depois de ultrapassadas as questões de semântica, os gregos voltam a estar com a corda à garganta para o pagamento de uma tranche ao Fundo Monetário Internacional e, para resolver, nada como ameaçar a estabilidade do espaço europeu com jihadistas e outras nulidades sociais que mais não têm que fazer do que atormentar a vida dos outros.

“Se nos atacarem, vamos atacá-los a eles“, diz Panos Kammenos, referindo-se aos líderes europeus que estão a negociar com o governo grego as reformas económicas com vista à cedência de financiamento a Atenas, não só a última tranche do segundo resgate mas também um eventual contratosubsequente.

Mais uma vez estamos perante um problema de falta de coragem política. Já que a federação europeia tarda em arrancar, que tenham ao menos coragem de expulsar chantagistas e… Fechar fronteiras à Grécia.